Nosso compromisso com o Menino Jesus

Escrito Por Antonio Marcos na quinta-feira, dezembro 05, 2013 Sem Comentários


D. Geraldo Majella Agnelo, Cardeal Arcebispo Emérito de Salvador

De 12 de outubro de 2012 a 24 de novembro passado, um fato privilegiou o povo de Deus: o Ano da Fé, decretado pelo papa Bento XVI, hoje emérito, para atender a urgentes necessidades do mundo atual. Homens e mulheres, empolgados pelas conquistas da inteligência e do trabalho, passam a acreditar mais na potencialidade do que na sabedoria divina, distanciando-se sensivelmente daquele que é a fonte do saber. Pouco a pouco se afastam de Deus, esquecem o seu projeto criador e vivem guiados por uma suposta liberdade. A promulgação do Ano da Fé foi uma tentativa de reaproximar do seu Pai filhos e filhas desorientados pelos ídolos da pós-modernidade.

A Igreja, qual rebanho dócil ao pastor, concretizou a intenção do papa com uma sequência de atividades que objetivaram a conversão do ser humano a Deus, na perspectiva de uma sociedade equilibrada entre os valores do mundo e as propostas do reino.

Renovados pelas orações e reflexões do Ano da Fé, estamos capacitados para fazer 2014 um tempo rejuvenescido pela graça de Deus e pela ação de cristãos conscientes de seu destino eterno e de sua vocação temporal.

O Natal é celebrado neste mês. Infelizmente, muitas pessoas movimentam-se para festejá-lo com ritos que não têm nada a ver com o nascimento de Jesus. Mas nós, enriquecidos por tantos dons do céu, vamos assinar com compromisso com o menino Jesus: sermos parceiros seus na salvação dos nossos irmãos e irmãs. No último contato que teve com os seres humanos, antes de retornar à sua casa, Jesus ordenou-nos anunciar o evangelho a todas as criaturas, garantindo-nos a força da sua presença. Não podemos desfazer seu projeto, mas, diante da gruta de Belém, em meio a tantos sinais de alegria, só nos cabe dizer: Menino Jesus, reconhecemos nossas limitações, porém, confiando na tua ajuda, estamos dispostos a lutar pela transformação do nosso mundo, motivados pela lições que o Natal nos dá. Queremos que ele seja um espaço de fraternidade e uma pousada de paz. Feliz Natal!

Fonte: Publicado na LITURGIA DIÁRIA (contracapa), nº 264 – Dezembro de 2013.