Para quem conhece a Cristo se acende uma luz inapagável

Escrito Por Antonio Marcos na domingo, março 31, 2013 Sem Comentários




Trecho da Homilia de dom José Antonio Aparecido Tosi, Arcebispo Metropolitano de Fortaleza, na Solene Vigília Pascal, 30 de março de 2013.

Queridos irmãos e irmãs, chegamos ao máximo do mistério celebrado, a Vigília de Páscoa. Nós passamos com Cristo na sua sepultura e com ele ressuscitamos. Esta é a grande novidade que celebramos nesta noite, a grande novidade que temos para anunciar ao mundo. 

Bem sabemos que as novidades do mundo são superáveis, logo ficam desatualizadas e há necessidade de outras. A novidade da Ressurreição de Jesus, esta não passa, não envelhece, não perde sua atualidade, sua novidade. Ressuscitando Jesus tirou a nossa vida da realidade terrena, o lado de cá, e a levou para a realidade da vida divina, o lado de lá. Cristo uniu definitivamente  a nossa vida à vida de Deus.

A celebração desta noite é solene.  Ainda na parte externa começamos com a bênção do fogo para recordarmos que nós nascemos fora da Igreja, fora da filiação divina e fora da fé. O batismo, a luz do Espírito Santo nos enxertou em Cristo e nos congregou aos irmãos de fé, a Igreja. A luz do Círio Pascal é o símbolo de uma realidade da qual jamais podemos nos desfazer: para quem conhece a Cristo se acende uma luz inapagável. É a luz da fé em Cristo – e estamos no Ano da Fé – que nos faz conhecer o sentido de nossa vida, do mundo e de toda a Criação.  Depois do batismo toda a nossa vida passa a ser marcada definitivamente por Cristo.

Todas as leituras meditadas nesta noite solene nos ajudaram a percorrer a história que preparou a vinda do Salvador, a história da nossa salvação. Tudo o que meditamos nesta noite é ação concreta do Mistério a nos recordar as maravilhas de Deus. Por isso somos chamados a proclamar o novo. Este novo é a nossa vida transformada por Jesus Cristo.

Queridos irmãos e irmãs, não esqueçamos as maravilhas de Deus, as antigas e as novas e definitivas operadas em Jesus para a nossa felicidade. Eu desejo que todos saiam desta celebração ressuscitados em Cristo e que acolham definitivamente a novidade de Sua vida e de Seu Evangelho, nossa luz, nossa felicidade. Assim seja. 

Por: Antonio Marcos