João Paulo II, Beato: Bendito seja Deus pelos caminhos de sua providência!

Escrito Por Antonio Marcos na segunda-feira, abril 02, 2012 Sem Comentários
Sete anos se passaram, desde aquele 2 de abril de 2005, dia do falecimento do papa João Paulo II (Vaticano, 21h37 / 16h37 de Brasília), servo de Deus, homem perseguido por muitos, homem amado por um rebanho sem proporção, sobretudo de jovens. A sua estação vital durou 84 anos, dos quais 26 foram de pontificado profético, ousado, fiel não ao que simplesmente pensava, mas ao Evangelho e ao Depósito da fé, ainda que isto lhe custasse "muitos inimigos". Seus últimos anos de vida, principalmente as horas finais, foram marcadas pela enfermidade, pelo sofrimento, pela prova da dor... Porém, viveu tudo com fé e coragem, abandono absoluto nas mãos de Deus. Ele que tantas vezes gritou ao homem que não tivesse medo da cruz, de seguir a Jesus até o fim, nesta cruz se apoiou como marca da sua fidelidade e amizade profunda com Jesus, como gesto solene de comunhão e missão. Inclinando a cabeça no báculo do Crucificado, parecia já contemplar sua transfiguração na morte e ressurreição. Rezava por nós, rezava pela Igreja, rezava pelos afastados de Cristo. A notícia de sua morte comoveu o mundo, nos fez chorar, calou as vozes e os julgamentos de quem duvidava de sua santidade. João Paulo II nos ensinou a viver e a morrer. O sofrimento não tem a última palavra na vida de quem confia em Deus. Os jovens gritaram "santo subito" ('santo já' em italiano). O Beato João Paulo II hoje intercede por nós e, de forma particular, pedimos a ele pelos jovens e por todos aqueles que ainda não encontraram o segredo da felicidade: a amizade com Jesus, "único que pode satisfazer as nossas necessidades mais profundas", como ele mesmo falou tanto aos jovens. Obrigado, amigo João Paulo II, Beato, e Bendito seja Deus pelos caminhos de sua providência na história pessoal de nossas vidas, na Igreja e na humanidade.

Antonio Marcos