Nascemos para sermos uma bênção e um abrigo aos outros

Escrito Por Antonio Marcos na domingo, janeiro 01, 2012 1 comment

Artigo do Pe. Paulo Botas, mts.

Os Padres da Igreja, desde o século II, falam da vida cristã como “um nascimento íntimo e espiritual do Verbo no coração do homem”, portanto nossa maternidade espiritual encontra seu fundamento na maternidade física de Maria, e somos cristãos na medida em que participamos dessa mesma maternidade.

Pelo seu Sim, Maria faz com que o eclesial e o pessoal sejam uma só coisa, inseparável uma da outra. Maria é a primeira célula da Igreja e de toda a existência cristã pessoal. Ela nos revela e testemunha, pelo seu consentimento e adesão aos desígnios de Deus, que o cristão é, sobretudo, um ser que pronuncia um Sim e é a partir deste Sim que nos tornamos filhos e filhas de Deus.

A alegria e a esperança de sermos cristãos são, ao mesmo tempo, um dom e uma responsabilidade, que nos comprometem “em meio a uma geração perversa e depravada, diante da qual devemos brilhar como estrelas no mundo, ostentando a mensagem da vida” (Fl 2,15).

Maria foi declarada THEOTÓKOS – Mãe de Deus – no Concílio de Éfeso, em 431, e celebrar a encarnação do Verbo significa glorificar inseparavelmente Maria. Maria, a Mãe de Deus, nos ensina quão maravilhoso é poder estruturar a nossa vida na beleza; a nossa casa como sinal de um acolhimento amigo. E quão ainda é mais maravilhoso fazer de toda a nossa vida a irradiação da Presença Divina na banalidade das nossas ocupações cotidianas, abrindo em nossa presença um espaço de luz, de alegria e de ternura. Maria teceu em suas entranhas a bênção de Deus para que extirpasse o pecado do mundo feito ódio e divisão.

Nascemos, como Jesus, dos ventres de nossas mães para sermos, com todos os homens e mulheres do mundo, uma bênção e um abrigo; uma face resplandecente e compassiva, cujo rosto se volte para os mais necessitados e lhes entregue a paz.

Fonte: Publicado no Semanário Litúrgico Deus Conosco, 01 de janeiro de 2012 – Catequese Bíblico-Missionária (Negrito do texto é nosso).
Categories: ,