2011-11-20

Sem o Amor concreto não há reinado


Temos por certo que a escravidão ao pecado é o maior de todos os sofrimentos. De suas entranhas nascem os horrores que bem conhecemos, inclusive o viver tendo ao centro nós mesmos, nossa vontade, "nosso reinado". Quando olhamos o mundo e o nosso interior, devemos nos encher do mais sincero desejo e compromisso por uma vida nova, pelo testemunho cristão a partir de nossas atitudes e mentalidade. É fácil falar sobre o reinado de Jesus, difícil é deixar que Seu senhorio opere o conduzir de nossos passos, mas, mediante a graça, isto é possível e necessário. O Evangelho deste do Domingo de “Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo”, fala do nosso julgamento futuro, mas que já se inicia cada vez que a caridade cristã é mitigada em nós (cf. Mt 25,31-46). Sem o Amor concreto não há mudanças, não há reinado. Vem, Senhor Jesus, liberta-nos de toda mesquinhez no exercício do amor. Liberta-nos de nosso mundinho, de nossas vontades e "reinados". Vem, Senhor, procura a Tua ovelha perdida e reconduza-a outra vez ao Teu coração!

Antonio Marcos

0 comentários:

Postar um comentário