Os professores não são bandidos!

Escrito Por Antonio Marcos na quinta-feira, setembro 29, 2011 Sem Comentários

A sociedade cearense presencia com tristeza e indignação as cenas de violência contra os professores da rede estadual, desta vez na Assembleia Legislativa, Casa do Povo, espaço plural e democrático. Os trágicos fatos passaram a se repetir desde quando a categoria tomou iniciativas mais expressivas em fazer atos públicos de protestos. E, o mais vergonhoso, é vermos o descaso e a omissão do Sr. Governador Cid Gomes em atender as solicitações dos docentes, ou ao menos tratar de apresentar uma proposta favorável, pois as reivindicações correspondem simplesmente a se ter acesso aos benefícios da Lei Federal que regulamenta o piso salarial dos professores. (O piso nacional do magistério é de R$ 1.187 para nível médio por 40h semanais, sem contar gratificações e benefícios. O salário base da rede estadual do Ceará é de R$ 789 (para 40h por semana).   

É lamentável ver que as cenas de agressão e desrespeito aos professores estejam se tornando comuns no Ceará. Trata-se de um desrespeito e a sociedade cearense repudia tamanha covardia. A Polícia teme os bandidos que aterrorizam as comunidades da periferia, que roubam e matam o pai de família, mas não teme espancar tão naturalmente os professores. A Assembleia Legislativa divulgou nota esclarecendo que, na verdade, a “polícia é que foi agredida e que apenas não permitiu que o patrimônio público fosse denegrido”. Uma calúnia aos moldes de sempre! A ordem é: “Violência! Depois a gente reverte os fatos na imprensa!” Os professores não são bandidos, mas aqueles que estão colaborando na construção de um país que queremos,  os comunicadores de valores perenes,  e vivem a missão de educar com amor ao que fazem por compromisso com a cidadania e a ética, mas são cidadãos, pais de família e profissionais que precisam ser reconhecidos e valorizados, atendidos em seus direitos trabalhistas.

Não podemos aceitar qualquer tipo de violência contra os professores, muito menos dentro da Casa do Povo, da Assembleia Legislativa, “Casa Democrática”, ou em qualquer lugar que seja. Para os professores não se trata simplesmente de dizer que é a “Polícia” quem os agride, mas o “Governador Cid Gomes”, e eles têm razão. O Sr. Governador parece mesmo mais preocupado com os milhões de reais que serão gastos com o “Castelão e o Aquário”, e não em atender as reivindicações justas da categoria dos professores. Enquanto isso nossas crianças, adolescentes e jovens, alunos que continuam sem aula, mas que compreendem a situações de seus “mestres da vida”, aguardam que nossos representantes eleitos assegurem os direitos de quem os colocou no poder, o cidadão trabalhador. Chega de violência! O professor não é um bandido!

Antonio Marcos