2011-06-18

A Trindade de Deus não rompe a unidade


Não é difícil encontrar pessoas que escutam falar da Santíssima Trindade e reconhecem que não se pode ser feliz sem sentir a presença de Deus Pai. Temos necessidade de conhecer o rosto do Pai, que resplandece no rosto humano de Jesus, Filho único feito carne e que é enviado para morar entre nós. Aliás, a vida de Jesus encanta qualquer pessoa, e se esta é sincera, deve reconhecer que não apareceu ninguém sobre a terra tão amável como Jesus, que passou por nós fazendo o bem desde o início do seu apostolado até a sua ascensão ao céu.
Todos nós sabemos que é preciso estar na silenciosa escuta da voz do Espírito Santo, que, como vento divino, sopra onde quer e como quer. Sentimos a sua brisa, mas não sabemos de onde vem nem para onde vai. Se nós conseguimos compreender que a Trindade de Deus não rompe a unidade, mas a manifesta plenamente e que as divinas três pessoas agem em comunhão e nos fortalecem com sua presença, aí, sim, as coisas mudarão.
Fonte: Frei Patrício Sciadini, ocd. Comentários Pão da Vida, “Santíssima Trindade”, Edições Shalom. 

0 comentários:

Postar um comentário