O mundo espera de nós um amor concreto

Escrito Por Antonio Marcos na domingo, maio 29, 2011 Sem Comentários
Os apóstolos caminharam mais ou menos três anos com Jesus e não entenderam muito de sua mensagem. Foi necessário a morte e a Ressurreição de Cristo para que o véu dos olhos caísse e assim enxergassem a grandeza de Jesus. Nós caminhamos com Cristo, escutamos a sua palavra e, mesmo assim, não compreendemos toda a beleza do anúncio do Evangelho. Ao lado de Jesus nos sentimos reavivados na fé e percebemos a necessidade de nos unirmos a Ele, que nos chama para fazer o bem a todos e amar-nos uns aos outros. Caminhamos para a maturidade da fé, precisamos mergulhar de corpo inteiro no oceano do amor e nos embeber pela misericórdia de Deus.

O mundo fixa o olhar sobre nós, nos questiona, pede-nos uma resposta e que sejamos mais coerentes com a palavra de Jesus. A base de todos os mandamentos é: “amai-vos uns aos outros como eu vos amei”. Isto é o que o mundo espera de nós. O amor concreto, feito carne, que é capaz de derrubar todas as paredes e construir a casa da fraternidade e da solidariedade. Deixemos que este domingo de Páscoa nos ilumine e nos enterneça o coração e a mente.

Fonte: Frei Patrício Sciadini. Comentário à Liturgia do VI Domingo de Páscoa – Pão da Vida, Edições Shalom.