2011-05-01

João Paulo II deixou um rastro de geração de santos

PARTE 5 (ÚLTIMA) - Esta publicação corresponde a uma “partilha” (conforme minhas anotações) do Curso para os jovens sobre a “vida e vocação de João Paulo II”, ministrado no Renascer 2011, por Moysés Azevedo (Fundador da Comunidade Católica Shalom).

Caros amigos jovens, caminhando para a conclusão de nossa reflexão sobre o mistério da vida e vocação de João Paulo II, desejo-vos que o mesmo Evangelho que seduziu a vida do jovem Karol, seduza a vocês também. Desejo que o Evangelho de Jesus Cristo seja vivido a altas medidas e não no mínimo, nem na mediocridade. Digam sempre com coragem e na fé que nos faz viver a radicalidade das decisões autênticas: “seja o meu sim, sim; e o meu não, não!”

Não tenham medo de buscar e aderir à vontade de Deus, ela é a nossa felicidade. A proposta de João Paulo II aos jovens era a mesma que bradava São Paulo: “Sejam imitadores de Cristo”. E isto é possível porque nos foi conquistada a graça perdida. Temos a incomparável graça de nos tornarmos dignos de tão grande herança. A vida de João Paulo II é foi farol através do qual essa imitação de Cristo foi palpável e contagiante. Amigos jovens, homens e mulheres, sejam amigos de Deus... Testemunhas do Evangelho!

Toda a vida e vocação de João Paulo II deixaram um rastro de geração de santos. Contemplamos em todas as partes do mundo jovens que querem viver com radicalidade os valores do Evangelho, querem um coração puro e querem se entregar generosamente a Deus. Portanto, vos digo: Sejam fiéis até o fim, como o foi a Cristo João Paulo II! Permitam que Jesus Cristo, mediante a Sua Igreja, sacie a vossa sede de felicidade. Ele, somente Ele, Jesus Cristo, é o amor que não tem fim.

Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo! Para sempre seja louvado!

Por Antonio Marcos

0 comentários:

Postar um comentário