2011-02-06

É belo ser católico, mas que esta luz brilhe!


Jesus fala hoje de três pequeníssimas parábolas (cf. Mt 5,13-16). A parábola do sal, da luz e da cidade colocada no cimo do monte. Com essas parábolas Jesus nos faz compreender, claramente, qual deve ser a nossa missão: ser sinais vivos presentes e não ter medo de nada. O cristão não pode se esconder e nem fugir de suas responsabilidades.

Hoje, mais do que nunca, vivemos uma situação permanente de martírio em todos os lugares. Não dá mais pra ficar “em cima do muro” na política, na vida pessoal, nas comunicações, é preciso descer do muro e se possível com clareza. Por que agradar os que não são a favor da vida? 

A vida nos ensina que a conversão dos que estão no poder é difícil, lenta e rara. Que todos os que creem sejam luz no candelabro para que, vendo-nos, possam dizer: Como é belo ser católico e verdadeiro seguidor de Jesus!”


Autor: Frei Patrício Sciadini, OCD.
Fonte: Comentário Pão da Vida, 5º TC, Edições Shalom, 2011. 

Um comentário:

  1. Tenho pensado muito nesse sentido ultimamente. Não é facil ser cristão, temos de nos doar mas não pela metade... ou sou trigo ou sou joio...
    Não há que se determinar horarios para ser cristão, há que se lutar a todo instante, como Paulo, combatermos o bom combate, porque ser cristão é bom, por isso o combate é bom... só é ruim para quem ainda não compreendeu o " SER CRISTÃO", o SER DE CRISTO.

    ResponderExcluir