2010-12-31

Marilson dos Santos..., é Brasil!


Quis escolher para o meu último artigo de 2010 este nome: “Marilson dos Santos..., é Brasil!” O motivo provém do fato de que este é o nome de um dos maiores atletas corredores do Brasil, orgulho para a nossa nação. Nas provas internacionais costuma ser identificado por “Gomes”, das quais ele tem resultados memoráveis. Com este nome Marilson se tornou Bi-campeão da Maratona mais importante do mundo (o sonho de todo corredor elite), Nova York, 2006 e 2008. Neste ano que termina, 2010, ele foi o 7º colocado geral, o que não correspondeu às suas expectativas, pois buscava o Tri-campeonato.
Marilson dos Santos é um dos 3 únicos atletas no mundo que hoje tem condições de acompanhar o ritmo e vencer os atletas Quenianos, os mais velozes nas corridas de longa distância. Marilson era Bi-campeão da corrida mais importante do Brasil, a São Silvestre (realizada sempre no dia 31 de dezembro, 15 km), títulos de 2003 e 2005. Depois da última vitória nunca mais havia corrido esta prova porque sempre no final do ano estava se recuperando das competições internacionais. Neste ano, para a nossa alegria, foi diferente! Depois do resultado da Maratona de Nova York, Marilson buscou sua recuperação e decidiu buscar o Tri-campeonato da São Silvestre.
Maravilhosa foi a Corrida Internacional de São Silvestre, 2010! Marilson impôs o ritmo a partir do km 8 e a liderou até o linha de chegada. Deixou para trás os Quenianos, inclusive o campeão da prova em 2009, James Kipsang, e foi aplaudido por milhares de brasileiros, especialmente nas duas últimas avenidas que decidem a prova: Brigadeiro Luiz Antônio e Paulista. Na entrevista depois da competição afirmou: “Achei que a corrida seria decidida nos quilômetros finais, mas assumi a liderança bem mais cedo e me alegro por ter conseguido a vitória!”
Eu também aplaudi daqui do Ceará o meu atleta mais querido, Marilson. Sempre me emocionei com suas competições, e esta não foi diferente. Ele dedicou o Tri-campeonato ao Brasil e ao seu primeiro filho que nascerá daqui a 30 dias. Por causa da 7ª colocação na Maratona de Nova York, talvez um fracasso diante do seu planejamento, Marilson não era visto pela imprensa brasileira com favorito ao título da São Silvestre em 2010. No entanto, ele se superou e mostrou que o fracasso pode ser ponte para o sucesso. Marilson dos Santos cruzou a linha de chegada da 86ª edição da São Silvestre em 1º lugar, no tempo de 44, 03s52. Parabéns Marilson! Muito feliz por você! A forma como superas os fracassos e desafios me impressionam e me levam a creditar que o recomeço é sempre possível. Marilson dos Santos..., é Brasil! Este resultado me trouxe uma feliz mensagem como conclusão deste ano e a dedico a todos.    
Santo ano de 2011 para os meus leitores, seguidores do Blog e do Twitter! Obrigado por tudo! Acreditem sempre que o fracasso pode ser ponte para o recomeço feliz!
Antonio Marcos 

2 comentários:

  1. Sabe amigo, eu vi o final da corrida e me lenbrei de você naquele momento. Meu amigo atleta, até mesmo quando estávamos em missão você arrumava um tempo pra suas corridas e isso só enfatiza o homem de perseverança que és. Como um bom brasileiro não foge à luta. Amo você amigo!

    ResponderExcluir
  2. Querida amiga Lily, muito obrigado!
    É verdade, amiga, não obstante minhas dores e até fracassos, não posso fugir da luta, e essa luta não é contra as pessoas, mas contra tudo aquilo que me faz um homem velho, longe da vontade de Deus. Então prossigo. A Corrida é mais do que um esporte na minha vida, mas uma filosofia, uma inspiração, uma escola pelo meio da qual aprendo muito. Eu sei, como sei, que a coroa que quero é a da permanência na vida de Deus. Eu sei que você também, amiga! Obrigado, saudade!

    ResponderExcluir