Polícia modelo e eficiente?

Escrito Por Antonio Marcos na segunda-feira, novembro 22, 2010 Sem Comentários

A reflexão se limita ao Estado do Ceará, mas pode ter sua extensão de compreensão. Trata-se dessa contínua promoção da violência em nossa sociedade ao ponto de chocar até mesmo os mais acostumados com a barbárie. O cidadão está assustado e é convidado a depositar um voto de confiança naqueles que estão sendo pagos para nos proteger. A minha questão se volta aqui para o papel dos policiais, a missão e a responsabilidade junto ao cidadão, protegendo-o e garantindo a ordem social. Acontece que a mídia cearense tem trazido à tona constantes denúncias sobre a conduta disciplinar de nossos militares, no caso, integrantes da Polícia Militar do Ceará, especificamente, o “Ronda do Quarteirão”, apresentado pelo Sr. Governador, Cid Gomes, como Polícia modelo e eficiente.  
É lamentável que o cidadão se dirija a um Concurso Público bastante concorrido, seja aprovado, dê à sociedade a garantia que prestará um serviço digno de confiança, mas, no exercício de sua função, tudo vai por água abaixo. O que temos visto na imprensa (e fatos verídicos) foram as denúncias que deixam a sociedade indignada: assassinato de inocente à luz do dia por pura inexperiência e imprudência do jovem militar, viaturas envolvidas em acidentes por excesso de velocidade e sem medir as consequências para a população, viaturas flagradas escondidas com os policiais dormindo, cenas de espancamento por motivos banais ao cidadão e agora, nesses dias, policiais denunciados por se encontrarem namorando dentro da viatura com garotas de uma determinada área. Os mesmos estão presos e vão responder por má conduta disciplinar no exercício da função. 
Se o Sr. Governador e o Comando da Polícia Militar não tomarem as devidas providências, a  sociedade tem que se manifestar. De forma alguma generalizo a situação porque sei que se trata de uma minoria que não deveria estar na Polícia, mas fazendo outras coisas como meio de vida, não tomando o lugar de muitos jovens que mereciam estar prestando tal serviço à sociedade. Graças a Deus a maioria dos policiais é de pessoas comprometidas e não quero aqui difamar a Corporação, mas declarar a minha indignação como cidadão cearense pelas contínuas ocorrências que se tratam de traição à sociedade que paga seus impostos para poder contar com a segurança e a credibilidade de nossas instituições, mas isso está sendo banalizado por alguns. Polícia modelo, talvez não seja tanto o que esperamos, mas eficiente sim, a começar com a fidelidade aos princípios da Instituição, à ética e ao profissionalismo, então poderemos contar, de fato, com a Polícia da boa vizinhança. 
Antonio Marcos