Nossas cinco estrelas e nossa camisa azul são testemunhas!

Escrito Por Antonio Marcos na sexta-feira, julho 02, 2010 Sem Comentários

Depois de dois dias sem jogos oficiais da Copa do Mundo, parece que os ânimos foram acalmados, mas o clima da Copa permanece, ou melhor, é retomado, pois a alegria e a tensão se renovam. Aqui em Fortaleza teve Clássico-Rei, Ceará e Fortaleza, mas o estádio estava vazio e somente alguns torcedores conseguiram prestigiar os nossos atletas. Infelizmente, o tricolor não levou a melhor. Enquanto isso, o goleiro Bruno do Flamengo vai tomando consciência do problemão no qual está engodado, acusado do envolvimento no sumiço da ex-namorada. Já lá na África, o presidente da Nigéria anunciou punições graves para a Seleção Nigeriana pelo péssimo resultado na nesta Copa.
Nas entrevistas, o médico da seleção brasileira disse que o caso do Elano depende além da medicina, da ajuda do “Papai do Céu”. Gostei deste sinal de fé diante da imprensa do mundo inteiro, pois, a fé é o nosso maior patrimônio, disse o Papa Bento XVI quando esteve no Brasil. Enquanto isso, os alemães e argentinos se provocam nas entrevistas coletivas. Os alemães disseram que nós, os Sul-americanos, não sabemos perder. Então, o que nós, os brasileiros, diríamos aos franceses que nos mandaram pra casa algumas vezes e nem por isso deixamos de acreditar de novo? Amamos tanto a nossa seleção que assim o faremos quantas vezes acontecer, mas não queremos que seja agora e nem em 2014. Chega pra lá! Os Franceses estão fora do nosso caminho por mais 4 anos.
Já que a emoção retoma com o jogo da nossa seleção brasileira, mostremos que de fato nós não desaceleramos, porque o “nosso coração está na chuteira de cada jogador”. Então, que se saiba, interessa-nos agora que os nossos “adversários laranjas”, os holandeses, cuidem de começar a preparação para a próxima Copa, porque nesta não vai dar mais para eles. Prepotência? Claro que não, mas confiança de que vamos adiante! Nossos atletas foram brilhantes no último jogo, portanto, parabéns, de forma especial, ao Robinho, ao Juan e ao Fabuloso. Hoje, exatamente hoje, vamos mostrar outra vez a nossa força, a raça, a técnica, o talento, a tradição, o motivo pelo qual estamos na África. Vamos Brasil! Não é a Itália como queria o Presidente Lula, não é a França como sonhávamos, mas será a Holanda que, depois deste jogo, dirá aos “argentinos ou alemães” que o Brasil sabe perder, mas, sobretudo, sabemos ganhar! Afinal, nossas cinco estrelas e nossa camisa azul são testemunhas!    
Antonio Marcos