Não sacrificar o importante pelo urgente

Escrito Por Antonio Marcos na terça-feira, julho 13, 2010 1 comment


Bem sabemos do desafio para se rezar “neste mundo de meu Deus”, na correria do trabalho, da faculdade, das atividades e compromissos, mas, também sabemos que a oração é o nosso sustento, a nossa vida, a fonte de tudo o que somos e vivemos. Temos de priorizar um momento a sós com Deus, ainda que seja o descanso do almoço, na manhã ou à noite, para quem não tem muito tempo. Sobrecarregar-se com as pequenas coisas e ainda ter que encontrar lugar para as muitas atividades que trazemos na “agenda da vida”, não nos sobrará espaço para as coisas fundamentais, necessárias, dentre elas a nossa relação com Deus, da qual depende a fé e todo o sentido da vida cristã.


Também nós, os batizados, podemos cair no risco de sacrificar o importante pelo urgente. Peçamos a graça a Deus para que, mediante o Seu Espírito Santo, estejamos com o recipiente do nosso coração sempre cheio do essencial, a oração, para depois então sabermos encaixar as outras atividades da nossa vida. Eis o desafio, sabemos, mas possível. Desafio porque rezar em nossos dias acaba sendo um ato de martírio para muitos, exatamente pela correria da vida, dos compromissos, família, filhos e negócios. Mas a oração é um aprendizado e a consequência do cultivo de uma relação de amizade. A oração é uma questão de amor a Deus e da necessidade da Sua amizade, dos Seus segredos, da Sua vontade amorosa para conosco. É possível rezar em nossos dias e viver uma vida de oração profunda, mesmo trabalhando e vivendo nesta imensa correria existencial. Importa que não sacrifiquemos o importante pelo urgente. Tantas coisas que hoje fazemos já são de natureza urgente, mas que elas não sufoquem e destruam o que precisa ser valor absoluto em nossas vidas. Deus nos ajude com a Sua graça!

Antonio Marcos