Halleluya: não há privilegiados neste palco, mas ousados na fé!

Escrito Por Antonio Marcos na sexta-feira, julho 23, 2010 Sem Comentários

Muito contagiante foi a 2ª noite do Halleluya 2010. Das muitas maravilhosas atrações musicais, dentre elas, destacou-se a apresentação do Ministério Adoração e Vida, encerrando a noite. Foram mais de 120 mil pessoas que, na alegria e em espírito de adoração a Deus, viveram esta forte comunhão com o Senhor, através da oração e da unção com a qual foram ministradas as canções. Dizia Walmir Alencar, vocalista: “Não queremos que este momento do Hallleluya seja um simples ajuntamento de pessoas, mas um encontro de fé e de adoração. Seja um adorador, ouse na fé, deixe que esta seja a hora do Halleluya na sua vida. Não existem privilegiados no palco do Halleluya, mas pessoas que ousaram na fé, ministérios que ousaram na fé, Comunidades que ousaram na fé; assim também desejamos isto pra sua vida. Vamos perder tempo para ganharmos a Deus!”

Ao viver e contemplar tão perto aquele momento de oração e de experiência com o amor de Deus, impossível descrever a ação da graça de Deus, o mistério com que Ele alcança a vida de muitos. Ao olhar o Povo de Deus ali no Halleluya, também me alegrei com as palavras do Walmir Alencar, citando o Catecismo da Igreja: “Deus está não somente na Capela, mas também no Povo de Deus reunido”. Daí o convite para que cada um fosse além de querer ver uma simples apresentação musical. “Não nos permitamos acreditar que o Halleluya seja sempre a mesma coisa, porque não é! O Halleluya só é igual para quem não sabe enxergar com a fé a diferença”, concluiu Walmir Alencar. Assim todos nós vivemos tamanho momento de graça, na certeza de que ela seja propagada aos lares, aos ambientes, às pessoas distantes, às mais infelizes e solitárias. Fica esta certeza: o amor de Deus não é privilégio para alguns, mas dom para todos. Deus ama a todos e nos convida a participarmos da Sua felicidade, precisamos do passo da fé. Ela é o segredo da ousadia do Halleluya e da sua proposta! Não há privilegiados, mas ousados na fé! Assim seja!

Antonio Marcos