Ainda bem que sou brasileiro!

Escrito Por Antonio Marcos na sábado, julho 03, 2010 Sem Comentários

Perdemos a Copa, mas não me envergonho de dizer: ainda bem que sou brasileiro! Quando nos entristecemos e choramos pela desclassificação da nossa Seleção, não escondemos nossa emoção e nossas lágrimas. É doloroso, mas é bonito ver nossas crianças chorarem sentadas nos ombros do Pai. O Pai deixa que elas chorem, é a emoção, é uma oportunidade de começarem a aprender que na vida existem perdas e vitórias.  Ainda bem que sou brasileiro para ver nossos jogadores expressarem por gestos e palavras que, embora faça parte do futebol e da vida, ganhar e perder, estão constrangidos, decepcionados e sofridos. Ainda bem que sou brasileiro porque nossa esperança se renova na hora mesma em que está presente a dor: o hexa no Brasil é nosso! Ainda bem que sou brasileiro, porque a vida prossegue e nossos desafios como nação, como cidadão e como povo de Deus, continuam a esperarem nossa colaboração.
Ainda bem que sou brasileiro! Agora temos de lutar todos juntos para que o time que vai entrar na política seja vitorioso, porque também os nossos jogadores o foram, apesar da derrota. No entanto, as perdas da política são mais dolorosas, pois está em jogo a vida, a paz, desenvolvimento, os direitos e deveres de cada brasileiro, como também está em jogo a responsabilidade de vencermos o preconceito, a exclusão social, o flagelo das drogas e da violência. Esse time precisa vencer desafios maiores que a “Seleção da Holanda”, mas vencer a corrupção, a mentira, a deslealdade e os interesses a favor de uma minoria. Ainda bem que sou brasileiro, porque compreendemos que a responsabilidade é de todos. Ainda bem que sou brasileiro, porque amamos o futebol, mas vamos adiante! A vida continua e o Brasil espera que todos joguem a copa da solidariedade para ajudar os nossos irmãos vítimas das enchentes em Alagoas e Pernambuco.
 O desafio agora é que juntemos nossas forças para que a violência em nosso país dê uma trégua e a segurança predomine, sobretudo, a paz, que é fruto da justiça. Ainda bem que sou brasileiro, porque o futebol é importante para nós, assim como seria prosseguir na Copa e ganhar o título mundial, mas, temos uma certeza, não são essas coisas as mais importantes de nossa nação, mas a nossa capacidade de recomeçar, de acreditar, de sonhar, de viver e de proteger a vida. Lá eles foram contra o racismo, que o sejam em todos os lugares. Aqui nós somos contra racismo também, mas temos outras bandeiras, somos contra o aborto, a pedofilia e o tráfego de pessoas. Aqui não queremos candidatos de ficha suja na política outra vez. Ainda bem que somos brasileiros, nossa alegria não tem sentido somente quando ganhamos, mas, principalmente, quando perdemos. Sim, ainda bem que sou brasileiro! Choramos, perdemos mais uma competição importante, mas jamais perderemos a nossa alegria, a nossa coragem de lutar pelo bem e pela justiça, a nossa identidade de povo alegre e feliz. Ah, que estejamos vivos em 2014! Que a nova geração de meninos jogue melhor e que o Brasil até lá tenha também crescido para que todos tenham uma vida melhor. Deus nos ajude a sempre recomeçar, pois somos brasileiros, ainda bem!

Antonio Marcos