2010-06-14

Uma única música também pode salvar uma vida



O show do Rosa de Saron neste último domingo, em Fortaleza, foi mesmo eletrizante e muito tocante. Observei primeiramente o público e suas diversidades. Uma quantidade enorme de adolescentes e jovens, alguns, percebia-se, não tinham nenhuma experiência religiosa, não são assíduos à vida eclesial, “não são de missa”, ou mesmo confessores por experiência, da fé. Estavam ali porque gostam do estilo do Rosa de Saron, das canções, das letras, daquele tipo de música que parece chegar mais com facilidade aos jovens. No entanto, não se trata de uma música qualquer, mas uma das formas de expressar os valores do Evangelho às diversidades de modelos de vida que temos hoje no meio à juventude.  É preciso coragem para quebrar o preconceito e compreender que Deus pode e se utiliza desse tipo de canções para conquistar a muitos e em ambientes que geralmente o nosso preconceito não nos permite ir.

 Mas não só os jovens estavam no show do Rosa de Saron, mas muitas pessoas mais maduras e até religiosas de hábitos e senhoras, mães e avós, o que muito me impressionou. Além da boa qualidade da técnica e produção, admiravelmente “os caras se garantem”, como diz a linguagem jovem! Guardei comigo as palavras de Guilherme de Sá, vocalista, quando disse aos jovens: “Não se enganem, o Brasil e mundo só vão mudar quando eu e você mudarmos a partir de dentro do coração e da alma. Só Deus pode fazer isso em nós! Não adianta você comprar os caras lá de cima (políticos), pensando que eles vão fazer alguma coisa, não vão. Temos que fazer a nossa parte como cristãos”. Logo em seguida ele relatou um fato interessante e que me fez colocar o título dessa partilha: “Uma profissional salva-vidas, que presta serviço nas ambulâncias de emergências em são Paulo, escreveu por email ao Rosa de Saron partilhando que outro dia estava numa ocorrência trágica e que já se encontrava cansada e sem sentido de estar fazendo aquele trabalho. Então, por instante, escutou uma canção naquele ambiente e era do Rosa de Saron. Esta mulher foi tocada e sentiu a visita de Deus na sua vida. Entendeu que não podia banalizar sua missão, mas é Deus quem nos dá o sentido da vida e do que fazemos, e isto pode acontecer até num único instante. Na carta então dizia ela para concluir: “Eu passo todo o tempo salvando vidas e, vocês, com uma única música, salvaram a minha vida”.

Era possível que no meio daqueles muitos jovens, certamente, alguns pudessem estar sem sentido de vida, embora ali presentes. É sempre uma oportunidade a mais para evangelizar. Guilherme, vocalista do Rosa de Saron, falou: “Cara, você pode achar que Deus está fora de moda, que é careta acreditar em Deus, mas digo, não deves permanecer com essas idéias pré-concebidas ou nos impostas. Nascemos para viver de verdade e Deus é a Verdade que nos fará felizes. Não se deixe levar por este mundo e pelos desafios, há sempre uma escolha, há sempre um caminho. Às vezes estamos no meio de uma galera e nos sentimos invisíveis, mas saiba que você é amado por Deus, que tens raça e estilo”.

Concluo fazendo memória desta experiência tocante de ter participado do show do Rosa de Saron, especialmente quando eles emocionaram a todos com uma música antiga do Martin Valverde (interpretada pelo “Mensagem Brasil”), gravada por eles e que diz assim:  "Mesmo na tempestade, mesmo que se agite o mar, Te louvo, te louvo em verdade / Mesmo longe dos meus, mesmo na solidão, Te louvo, te louvo em verdade / Pois somente tenho a ti, tu és a minha herança, Te louvo, te louvo em verdade (2x) / Mesmo que me falte as palavras, mesmo que eu não saiba louvar, Te louvo, te louvo em verdade, Te louvo, te louvo em verdade”.

Rezo para que uma única música, cantada com unção, salve tantas outras vidas que necessitam de Deus. Bendito seja Deus pela criatividade do Seu amor e pela coragem de muitos em não ter medo de anunciar, por novos meios e formas, que Deus continua com o homem, mesmo quando ele se encontra nos submundos do pecado, da indiferença e da ignorância.

Antonio Marcos

Um comentário:

  1. é verdade gente...
    tem mts pessoas q nao aceitao esse estimo musical
    no meio religioso,mas é mesmo Deus atraindo os coraçoes de todos os modos possiveis!
    bendito seja Deus p tão grande amor!

    ResponderExcluir