2010-06-13

Redescobrir os Escritos de Lutero


Durante esses dias passados temos estudado na Faculdade, na cadeira de Eclesiologia, as questões que giraram em torno da Reforma Protestante com a pessoa de Lutero e a Contra Reforma, ou seja, a resposta da Igreja que se deu com o Concílio de Trento. Muito interessante estudar mais aprofundado essas polêmicas e seus desdobramentos históricos. Não obstante as consequências da forma como Lutero propôs as mudanças necessárias, é inevitável considerar que fora um homem corajoso em provocar a Igreja para rever os princípios ordinários.

Também se deve ficar claro que a pessoa de Lutero difere em grande proporção do Luteranismo, e muito mais do Protestantismo. O papa Bento XVI, em círculo de conversas teológicas, tem incentivado a se conhecer mais de perto os escritos de Lutero porque há uma grande riqueza a ser aproveitada pela Igreja. Os escritos de Lutero têm sido publicados recentemente por várias editoras, o que constitui um grande patrimônio, pois se tratava de um homem muito inteligente e que deixou belíssimos textos teológicos, inclusive sobre a espiritualidade e Nossa Senhora.

Não se nega que houve equívocos evidentes na reflexão de Lutero, quando pretendia mudanças radicais na Igreja no tocante aos sacramentos e que envolvia a justificação, a graça, a fé, a Palavra de Deus e a hierarquia. Mesmo que a crise de Lutero tenha sido eclesiológica, não ficou ele isento de um “estreitismo teológico” e o retorno foi irreversível. Lamenta-se contemplar hoje um protestantismo desfacelado, que parece cair na timidez quanto ao anúncio do Querigma, diferente daquele fogo inicial, pelos menos de 20 anos atrás aqui no Brasil. Por outro lado as igrejas que nascem cada dia disputam lugar com as seitas. A Igreja evangélica tem a sua parcela admirável na evangelização e consideramos o testemunho de um mundo de pessoas evangélicas, mais do que alguns de nós, católicos. São nossos irmãos e devemos nos aproximar, especialmente por aquilo que nos une. Mas também eles precisam considerar a “Tradição”, e redescobrir os escritos de Lutero!

Antonio Marcos

Um comentário:

  1. Boa noite Marcos!
    Sou Luterano e fiquei muito feliz com as colocações
    em Redescobrir os escritos de Lutero.
    Fico satisfeito pela compreensão possível de ser praticada/vivida entre Católicos e Luteranos, apesar das divergências.
    Um abraço.
    valdecialdemar@yahoo.com.br

    ResponderExcluir