O beijo é uma forma de comunicar o amor

Escrito Por Antonio Marcos na quarta-feira, junho 02, 2010 1 comment

Lembro que um dia eu falava aos jovens sobre o beijo como uma das coisas lindas dentro da relação do namoro e do casamento. Ele nos une a quem amamos, por isso é uma das importantes expressões do amor que traz consigo a ternura, o carinho e a intimidade. Não deveria ser banalizado e praticado de qualquer forma. Não deveria ser exposto hoje como um dos símbolos da sensualidade, basta-se olhar os outdoors e as propagandas na TV. O beijo se tornou “o cartão postal” do “simples ficar por ficar”. Os amigos não deveriam se beijar na boca, como vemos as vezes, mas ele é reservado para quem tem um compromisso com o outro dentro do namoro. 

Nas festas reivers, nos carnavais, boates e até nos eventos religiosos, quando os jovens amigos se encontram (rapazes e moças), simplesmente querem se beijar como uma das atrações prazerosas da noite, completamente sem compromisso. Os rapazes se juntam em grupos e saem à “caça das meninas”. Vale quem beija mais garotas! Vale fazer a experiência diversificada do beijo. Poderíamos falar de muitas realidades que eu e você conhecemos em nossas metrópoles. Eu dizia para os jovens: percebam a forma de beijar de quem namora e se ama com ternura. O beijo se torna uma das formas de carinho, de agrado, de cuidado, de promoção do outro. Não é aquela necessidade de se estar beijando toda hora. Ai você olha também o beijo entre duas pessoas que não namoram e apenas estão no “ficar da noite”, e vê que é completamente diferente. Geralmente é um beijo violento, desesperado e carregado de sensualidade. Tem que se criar um clima, afinal de conta é apenas uma noite e tenho que fazer bem feito, dizem alguns! E assim os jovens vão se machucando e banalizando coisas tão bonitas que foram dadas como dons de Deus e constitutivos da nossa sexualidade como uma forma de comunicação do amor. 

O beijo tem também seus níveis de intensidade e intimidade. Beijar-se dentro do namoro não é a mesma coisa que praticá-lo dentro da preparação do ato conjugal entre os casados. E mesmo entre os casados o beijo não é sensual, e sim, carinhoso, podendo ter maior intensidade. Lembre-se, carícia e carinho são duas coisas diferentes! A carícia tá mais ligado à dimensão erótica, sensual. O carinho ao amor, à ternura e ao cuidado. Eu dizia ainda a uma jovem que me fez a pergunta: beijar de língua fere a castidade? Você não precisa estar com a língua dentro da boca do seu namorado para tornar o beijo mais saboroso e conquistar seu namorado. É mais provável que isso vos exponha à excitação e à carícia, vindo a ferir a castidade e deixando-os vulneráveis. Não quero dizer que o beijo de língua é uma coisa do diabo, não, não se trata disso, mas se trata de prudência, de salvaguardar essa beleza que é comunicar o amor através do beijo, e não fazer dele uma mera ocasião de prazer. Aos namorados e, especialmente aos casados, eu desejo que o beijo seja essa comunicação do amor e do carinho. 

Antonio Marcos