2010-04-25

Que tudo passe, Senhor, mas que eu não te perca!

“Ninguém é maduro de verdade até que tenha enfrentado sua própria solidão!” (Papa Bento XVI). Quando essas palavras se tornam experiência concreta, vemos que não se trata de poesia..., portanto, ajuda-me Senhor, a viver este tempo. Como não lembrar daquela conversa de Clara com o seu amigo Francisco de Assis, enquanto se sentia angustiado por não conseguir ter em mãos todas as situações: "Francisco, desapega-te da obra de Deus e permanece unicamente com Deus". Que tudo passe, Senhor, se esta é a tua vontade, mas que por nada eu te perca. Ainda que fique somente nós dois, Senhor, terei tudo, terei o essencial, serei feliz! Ajuda-me a viver este tempo sem esquecer que muitos sofrem e necessitam da minha ajuda e da minha oração. Desapega-te dos teus planos, filho, e permanece na escolha de Deus, ainda que a solidão seja dilacerante e te dê a companhia das lágrimas e da dor. Coragem filho! Não percais a esperança, pois Deus é a tua felicidade!

Antonio Marcos

3 comentários:

  1. É um texto bonito...Tem um pontos a serem refletidos, O que seria esse desapegar? Seria algo que ele fez pq estava mal e viu como um saída ou foi pq ele aceitou a vontade de Deus livremente?
    Tá bom...Viajei
    kkkkkkkkkk
    Mas é interessante pensar nessas coisas
    abraço ;D

    ResponderExcluir
  2. Olá Pedro, shalom!
    Contextualizando o desapego em Francisco tratava-se da sua "família religiosa", recém formada a partir dos primeiros que se juntaram a Francisco, porém, não demorou para qu ele se deparasse com divergências e temeu que acabasse a obra e sofreu pela resistência de alguns filhos quanto ao que pensavas, mas era necessário desapegar-se disto e confiar em Deus. A obra é de Deus e não humana. As decisões e os erros e até a rebeldia d eun spodem "aparentemente" mudar o percurso, mas não se trata de acidente, pois Deus sabe tirar um bem de um mal, de um fracasso. Deus tem a última palavra, não como autoritarismo, mas porque o desígnio do Seu amor e misericórdia são vencedores de todo mal.

    ResponderExcluir